Anuário Datafolha Top of Mind 2020

Anuário Datafolha Top of Mind 2020

Comunicação – Jornal

 

 

 

 

 

 

esde que a primeira pesquisa foi feita, em 2002, O POVO é a marca mais forte na categoria Jornal. Desta vez, foi espontaneamente lembrada por 45% dos entrevistados adultos. Em segundo lugar, apareceu Diário do Nordeste, com menos da metade do desempenho obtido pela marca líder: 20,3%. 

Como a pesquisa é espontânea, o Datafolha registra as respostas, mesmo que não correspondam a uma marca da categoria. Isto explica o terceiro lugar de Jornal Nacional, um telejornal, com 10,7%. 

Com 2,5% das respostas, a pesquisa traz Diário na quarta posição. Mesmo que fosse considerada uma hipotética associação das marcas Diário do Nordeste e Diário, ainda assim, a liderança seria inalterada. A soma chegaria a 22,8%. Na sequência, a pesquisa registrou o jornal paulista Folha de S. Paulo, com 1,9%. Nordeste teve 1,7%. O jornal carioca O Globo cravou 1,3% das citações. 

Caso se busque a natural vinculação da marca do O POVO ao portal de notícias homônimo (O POVO Online) e à nova plataforma multistreaming O POVO+, a comparação no segmento é ainda mais expressiva. O portal de notícias G1 apareceu com apenas 1,2%. 

A fração que não soube dizer o nome de nenhum jornal recuou de 8,9%, em 2016, ano da pesquisa anterior, para 2,5%, um indício do aumento da força do segmento. “Toda a pesquisa é a fotografia de um momento e esta edição reflete a importância e a relevância do jornalismo profissional para levar à nossa audiência a melhor informação, em tempo e na hora em que ela acontece, com checagem e análise. E o resultado reflete o reconhecimento e a confiança dos nossos assinantes e leitores em nossas múltiplas plataformas, nos honrando com esta liderança isolada”, disse o diretor-geral do Comercial do O POVO, Marcus Soares.

Considerando a classe AB, O POVO teve desempenho ainda maior: 48,9% das lembranças. Diário do Nordeste teve 23,1%, também menos da metade. Jornal Nacional apareceu em terceiro, com 4,8%. No quarto lugar, está Diário, com 3,8%, um quase empate com os 3,4% da Folha de S. Paulo.