Capítulo Especial do Anuário 2024-2025 celebra os 70 anos da UFC

Anuário do Ceará 2024-2025 percorre a história da Universidade Federal do Ceará desde o sonho de Martins Filho até os dias atuais. Em 70 anos, a UFC formou mais de 117 mil alunos
18:57 | 09 de jul de 2024 Autor: Gabriel Gago
imagem da interna
Reunião do Conselho - Eleição de reitores da UFC Na Foto: Reitoria da UFC Foto: Talita Rocha, em 06/02/2007

A mais importante instituição de ensino do Ceará, a Universidade Federal do Ceará (UFC) completa 70 anos em 2024. "Uma universidade para o Ceará", assim é introduzido o capítulo especial do Anuário 2024-2025.

O capítulo especial é uma decisão editorial determinante para toda a edição do Anuário, pois dele saem a capa e o tema do projeto gráfico.

Durante a leitura, é possível vislumbrar como a entidade foi vanguardista e guerrilheira, tendo sempre como viés um ensino público gratuito, democrático, acessível e de qualidade.

A jornalista e autora do capítulo especial, Bruna Forte, detalha que a UFC graduou mais de 117 mil pessoas ao longo de sete décadas. "O número é expressivo, mas o impacto da Universidade no âmbito social é ainda mais surpreendente", ressalta.

A apuração envolveu uma série de entrevistas com quem construiu, constrói e seguirá tecendo a instituição: alunos recém-ingressos na graduação, doutorandos em fase de conclusão das pesquisas, egressos hoje servidores, professores das mais diversas áreas do conhecimento e também reitores.

A pesquisa bibliográfica foi realizada por meio do projeto Painéis Estratégicos da UFC, que nasceu no ano de 2020 como uma iniciativa da Pró Reitoria de Planejamento e Administração.

O POVO, que acompanhou de perto o nascimento da UFC, também é rica fonte de apuração para quem deseja compreender mais sobre estas sete décadas de história.

Para Bruna, conhecer a amplitude dos projetos de extensão da Universidade demonstra a importância do investimento em um ensino superior, na pesquisa e na formação.

Como exemplos, cita a Orquestra de Cordas da UFC, um grupo de formação musical que faz parte dos projetos de extensão da Secretaria de Cultura da Universidade Federal do Ceará (Secult-UFC).

Outra descoberta feita pela jornalista durante a produção do capítulo, porém na área de pesquisa e inovação, foi a contribuição da Unidade de Farmacologia Clínica da UFC na realização de estudos de biodisponibilidade com medicamentos no Brasil, com o registro de mais de 150 genéricos no País.

A relação dela com a Universidade é de longa data. Ingressou como aluna do curso de Comunicação Social em 2010, cursou Mestrado na instituição e, atualmente, é discente do Doutorado em Comunicação da UFC. São quase 15 anos vivendo a UFC.

"O Anuário do Ceará, nesta edição, versa também sobre a importância da manutenção de uma universidade viva e forte para a sociedade", traduz.

O editor-geral do Anuário do CearáJocélio Leal, lembra que a definição do capítulo especial parte da importância da instituição para a educação do Estado.

"No capítulo especial [deste ano] percorremos a história da UFC desde o sonho de Martins Filho até os dias atuais, em que celebrar o conhecimento acadêmico, a ciência, se tornou um para-raios ante o clarão da ignorância", explica.

A edição 2021-2022 do Anuário contou a história do Museu de Arte da UFC (Mauc/UFC). Na época, o equipamento cultural completava 60 anos de existência.

Serviço

Para comprar o Anuário

Onde: bancas, livrarias e sede do O POVO

Venda avulsa: R$ 136

Assinantes: R$ 99 (na sede do O POVO)

Assinantes podem solicitar pelo telefone: (85) 3254 1010

Todo o conteúdo da versão impressa estará disponível no site www.anuariodoceara.com.br

Também pelas redes sociais: @anuariodoceara no Instagram