Anuário Datafolha Top Mind 2021-2022

Pesquisa Exclusiva

COLÉGIO

O Farias Brito venceu a categoria Colégio pela 13ª vez na pesquisa Anuário Datafolha Top of Mind. Nesta edição, 2021-2022, a marca volta a vencer de forma isolada, com 19% das menções espontâneas (tinha 13,8% no ano passado) — este é o índice mais alto da série histórica.

O Farias Brito registra seus melhores índices entre os mais escolarizados (30,6%) e entre os que ganham de cinco a dez salários mínimos (33,3%).

Segundo o diretor-superintendente da Organização Educacional Farias Brito, Tales de Sá Cavalcante, “a natureza do Farias Brito é vencer desafios. Assim, a cada vitória, as conquistas do Farias Brito reforçam cada vez mais seu conceito nacional. São 86 anos realizando os sonhos de milhares de estudantes, representados por brilhantes aprovações nas universidades mais importantes do mundo ou pelo ingresso nas Instituições de Ensino Superior mais difíceis do País”. A rede de escolas cearense soma 17 mil alunos no Ceará, por meio de seu sistema de ensino em parceria com a Editora Moderna, do Grupo Santillana, sediado na Espanha, e fornece orientação pedagógica a escolas em todo o Brasil.

Na pesquisa anterior, 2020-2021, o Farias Brito dividiu a liderança com o Ari de Sá e o Colégio 7 de Setembro, que obtiveram 12% das menções, cada. Na edição atual, ambos também subiram. O Ari de Sá e o 7 de Setembro estão com 14% e 12,3%, respectivamente.

As demais marcas lembradas foram Christus (7,7%), Tiradentes (2,3%), Santa Cecília (1,4%), Lourenço Filho (1,3%), Ateneu (1,2%), José de Alencar e Antares (1%, cada), entre outras menos citadas. Uma parcela de 4,6% não soube informar o nome de nenhum colégio (era 6,2% em 2020).

Ao observar apenas para as respostas das classes A e B, a sequência de lembranças é a mesma, porém com os seguintes números: Farias Brito (26,6%), Ari de Sá (19,6%), 7 de Setembro (13,5%) e Christus (12,7%). Uma das diferenças seria o Santa Cecília, que nas classes A e B obteve 3,2%, ocupando a quinta colocação. Apenas 1,2% dos entrevistados informou não lembrar ou saber o nome de nenhum colégio.