Anuário Datafolha Top of Mind 2020

Anuário Datafolha Top of Mind 2020

Educação – Faculdade

 

 

 

 

 

 

Universidade de Fortaleza (Unifor) está no topo na lista de Instituições de Ensino Superior (IES) mais lembradas. A instituição mantém a liderança, de forma isolada, ao ser citada por 21,5% dos entrevistados na pesquisa Anuário Datafolha Top of Mind  pelo público geral e 26% dos entrevistados da classe AB. Em 2016, os números foram 21,9% para público geral e 30,9% das menções para classe AB. 

A reitora Fátima Veras acredita que a lembrança sistemática se deva ao fato de a instituição ser vista como um patrimônio da comunidade. “Ela já não é mais reconhecida apenas como uma entidade privada, por mais que no seu estatuto e na sua constituição institucional ela o seja. Na prática, a nossa comunidade reconhece a Universidade de Fortaleza como um bem de interesse público.” Inaugurada em 1973, a Unifor chega a 2020 com 40 cursos de graduação e mais de 1.100 professores. Além disso, afirma ter graduado aproximadamente 100 mil alunos e diplomado outros 7 mil pós-graduados. 

Mas quem chama a atenção pelo desempenho é a segunda colocada, a Universidade Federal do Ceará (UFC). A instituição cresceu cerca de quatro vezes na comparação com a pesquisa anterior, ao atingir 16,1%. Vinha de um 4,6%, no público geral. Um total de 1,1% citou “Federal”, o que aumentaria o recall para 17,2%. Já no recorte para a classe AB, a UFC atingiu 24,5%, em 2020, outro aumento relevante ao ser comparado com os 6,3% obtidos em 2016. Se somado ao termo “Federal” (1,6%), o resultado sobe para 26,1%. 

O Centro Universitário Estácio permanece na mesma posição anterior, no entanto, aumentou o índice de lembrança: dos 4,1% em 2016 saltou para os atuais 6,2%. Na classe AB dobrou: era 4,1% na edição passada e agora apresenta 8,5%. Ao somar com as citações referente à FIC, marca usada anteriormente em Fortaleza (0,4%,) o resultado seria 8,9%. 

A UniAteneu (4,9%) ficou bem próxima da pernambucana, integrante do grupo SER Educacional, Maurício de Nassau (4,8%), marca já alterada para Uninassau. Já na classe AB ,os índices diferem: a UniAteneu tem 1,4%, enquanto a antiga Maurício de Nassau, 6,5%.  

Em seguida, Farias Brito/UniFB atingiu 4,5%. Detalhe: a marca adotada é FB UNI. Na classe AB, a citação foi exclusivamente “Farias Brito”, com 3,2%. 

Entre as IES estaduais estão a Uece (com 2,6%, no público geral e 2,7% na classe AB) e a UVA, lembrada somente no público geral por apenas 0,1% dos entrevistados. 

A UNI7, também citada com o nome antigo FA7, obteve 1,9% de lembrança, índice colado ao da UniChristus, que apresentou 1,8% de recall, no público geral. Ao fazer recorte para a classe AB, os índices são os seguintes: “Christus” com 3% e UNI7/7 de Setembro com 2%. 

No público geral, a parcela que declarou não lembrar o nome de nenhuma faculdade diminuiu: em 2016 o índice foi de 22,3% e nesta edição caiu para menos da metade: 10,5%.