Exposição

Salão de Abril reúne artistas e obras escolhidas a partir de curadoria feminina

30/07/2021
Crédito: Rodrigo Carvalho

A 72ª edição do Salão de Abril será aberta para visitação ao público a partir da próxima terça-feira, 3 de agosto, e segue até o dia 16 de setembro, de terça a sexta-feira, das 10 horas às 17 horas, e, no sábado, das 9 horas às 16 horas. Nesta edição, o Salão de Abril presta homenagem ao artista sobralense Raimundo Cela.

A cerimônia de abertura ocorreu nesta quinta-feira, 29, no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, com a presença dos artistas contemplados e as curadoras da mostra.

Estão em exibição 35 projetos, cinco a mais que os 30 selecionados nas mostras anteriores. A avaliação das 221 obras de artistas inscritos foi feita pela equipe técnica e curatorial da mostra formada pelas profissionais Ana Cecília Soares (CE), Luise Malmaceda (SP) e Luciara Ribeiro (SP).

Uma das artistas contempladas é Nataly Rocha, com o videoarte “Árido Brejo”, que traz de forma tragicômica em forma de dança os registros e as memórias de seus relacionamentos amorosos. 

Juan Monteiro, representante do Coletivo Ponto, aprensentou também uma videoarte intitulada “Tanto Mar”, que traz várias linguagens como fotografia, audiovisual, dança e moda, além de tratar questões como gênero, memória, afetividade e ancestralidade. 

Raimundo Cela

O homenageado da 72ª edição do Salão de Abril é o pintor, gravador e professor sobralense Raimundo Cela. O artista representa um grande marco para a arte regional, tornando-se um pintor renomado para o patrimônio artístico cearense e brasileiro. Raimundo Brandão Cela nasceu em Sobral, em 1890. Tem como temática abordada a tipologia da terra, isto é, os tipos humanos regionais, com perspectiva formal estética. Com telas luminosas e claras, retratou em suas obras a força do trabalhador, representadas pelos pescadores, vaqueiros, artesãos, operários e jangadeiros. Raimundo Cela faleceu no Rio de Janeiro em 06 de novembro de 1954.