usina

CSP inaugura nova era

10/07/2016
Crédito: CSP/Divulgação São Gonçalo do Amarante - Vista aérea das obras da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

A implantação do maior investimento privado do País no Ceará, a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), marca uma nova história do ferro e do aço no Estado e, por isso, tem um espaço especial nesta edição do Anuário do Ceará. A usina foi projetada para produzir placas de aço e inaugura uma nova era ao consolidar o sonhado pólo metalomecânico.

Neste conteúdo, o Anuário remonta primórdios e mira no futuro a se construir com a CSP como âncora. O primeiro eixo a ser explorado é a Arquitetura com aço: uma realidade no Ceará, uma história contada pelo professor-doutor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Romeu Duarte Júnior e pela repórter do O POVO, Isabel Filgueiras.

O Anuário do Ceará 2016-2017 elenca as 12 obras de referência na arquitetura com ferro e aço no Estado. Entre as principais estão o Mercado dos Peixes, em Fortaleza, a Clínica-Escola da Unileão, em Juazeiro do norte e o Hospital secundário Policlínica Tipo II, em Sobral.

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é o ponto de partida para o futuro do metal no Ceará. A anatomia da CSP é esmiuçada ao longo do especial levando o leitor a uma melhor compreensão sobre o empreendimento, além de conhecer os donos da CSP e como eles se relacionam com a empresa.