Anuário Datafolha Top of Mind

Top do top

top-do-top-totalO Instituto Datafolha aplica a pesquisa de recall para o Anuário do Ceará desde 2002, quando recebeu o nome Marcas do Ceará. Em 2004, passou a ser denominada Pesquisa Anuário Datafolha Top of Mind, como segue até hoje. Na categoria Top do Top, em 2016, a Coca-Cola está como a marca mais lembrada pelos cearenses, quando se fala em qualquer produto ou serviço. Com 6,6% do total de menções em 2016 – contra 7,7% da edição passada –, o refrigerante mantém a liderança alcançada desde 2004.

“O nosso consumidor é muito fiel. E sabemos o quanto é difícil manter fidelidade quando existe uma variedade enorme de produtos no mercado”, diz Rodrigo Assunção, diretor de marketing e planejamento estratégico da Solar Coca-Cola.

De acordo com a empresa, o Ceará é um dos estados priorizados para a expansão de investimentos. As marcas da Coca-Cola estão presentes em todos os municípios cearenses, abastecendo mais de 50 mil pontos de venda e estabelecimentos no Estado. “Nós temos muito orgulho de liderar o mercado, e esse orgulho aumenta ainda mais ao sabermos que lideramos não apenas nas vendas, mas, especialmente, na memória das pessoas”, declara Rodrigo, referindo-se à pesquisa.

No ranking, a sul-coreana Samsung ocupa o segundo lugar, com 4,4% de recall. Um dos pontos mais importantes apontados pela diretora da área de marketing, esportes e música da Samsung Brasil, Elaine Ishibashi, é a conexão emocional estabelecida com o consumidor, para fidelizar. “A Samsung possui foco no consumidor, com realização de pesquisas constantes e diversas para saber o que ele sonha, o que ele quer e o que ele irá almejar no futuro. Com isso, a proposta da Samsung é aliar o que o consumidor deseja com a tecnologia e inovação que a marca oferece, proporcionando experiências incríveis.”

Outras marcas citadas pelos entrevistados foram: Nike (3,6%), Omo (3,6%), Nestlé (3,5%), Ypê (3,1%), Skol (2,5%), entre outras com índices inferiores. A taxa dos que não souberam citar nenhuma marca quando se fala em produtos ou serviços ficou estável (2,5%).