Representação Parlamentar

Os mais influentes na Assembleia Legislativa

Pela sétima vez consecutiva, o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT), segue como o deputado estadual mais influente da Assembleia Legislativa do Ceará. Neste ano, o presidente recebeu 27 votos.

José Jácome Carneiro Albuquerque, ou Zezinho, está em seu sétimo mandato na Assembleia Legislativa. Na mesa diretora, já exerceu os cargos de 2º vice-presidente, 1º, 2º e 3º secretário. Além disso, também já ocupou a presidência nos biênios 2013-2014 e 2015-2016.

Assim como nas pesquisas de 2016 e 2017, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, ficou em segundo lugar com 24 indicações, mesmo número do ano anterior. Já em terceiro lugar, o 1º vice-presidente da mesa diretora, Tin Gomes, recebeu 15 indicações, duas a mais que a pesquisa anterior.

Em quarto lugar, com sete votos, ficaram empatados os dois representantes do Pros, Capitão Wagner e Roberto Mesquita. Se comparado ao ano anterior, Wagner, deputado estadual mais votado nas eleições de 2014, teve o mesmo número de indicações, no entanto, ocupava a quinta posição. Já Roberto Mesquita ocupava o terceiro lugar em 2017.

Dr. Sarto apareceu com cinco indicações. O deputado subiu três colocações se comparado ao ano anterior. Na última pesquisa, o pedetista havia recebido três votos. O 1º secretário-geral da mesa diretora, Audic Mota (PSB), ficou em sexto lugar. O emedebista subiu duas colocações, se comparado a 2017.

Mantendo-se na sétima posição, os deputados Dra. Silvana e Fernando Hugo receberam três votos. Mesmo número de votos recebidos por Ely Aguiar, que subiu três posições, e Sérgio Aguiar, que ocupava a sexta posição.

Recebendo dois votos, cada, os deputados Agenor Neto (MDB), Carlos Matos (PSDB), Elmano Freitas (PT), Heitor Férrer (SD), Julinho (PPS) e Leonardo Araújo (MDB) ficaram empatados em 8º lugar.

Antônio Granja (PDT), Augusta Brito (PCdoB), Bruno Pedrosa (PP), David Durand (PRB), Dedé Teixeira (PT), Fernanda Pessoa (PSDB), Jeová Mota (PDT), Leonardo Pinheiro (PP), Lucílvio Girão (PP), Manoel Duca (PDT), Osmar Baquit (PDT), Rachel Marques (PT) e o suplente Nestor Bezerra ficaram empatados com uma indicação.

Apenas um deputado optou por não votar, outros dois deputados votaram em dois nomes e três parlamentares indicaram apenas um. Entre os 46 deputados estaduais em exercício durante a votação, 30 foram lembrados pelo menos uma vez e 16 não receberam nenhuma indicação.

A pesquisa do Ranking de Influência da Assembleia Legislativa para o Anuário do Ceará foi realizada no mês de abril e início de maio de 2018. A votação é secreta, de forma que cada parlamentar é convidado a indicar três nomes de parlamentares em exercício, não sendo possível votar em si mesmo.