Representação Parlamentar

Os mais influentes da Bancada Cearense no Congresso Nacional

O levantamento dos parlamentares cearenses mais influentes no Congresso Nacional deste ano mostra que, em comparação à pesquisa anterior, o resultado foi divergente. O senador Eunício Oliveira (MDB), natural de Lavras da Mangabeira (CE) e presidente do Senado Federal, recebeu 16 indicações, ocupando o primeiro lugar. Na última pesquisa, o ex-ministro das comunicações do governo Lula, ocupou o terceiro lugar entre os mais indicados.

O também senador Tasso Jereissati (PSDB) recebeu oito indicações, ocupando, pela segunda vez consecutiva, o segundo lugar entre os mais influentes. Em 2016, o ex-governador do Estado ocupou o quinto lugar. 

A terceira posição ficou para um representante da Câmara dos Deputados, o parlamentar André Figueiredo (PDT), que recebeu cinco indicações. Na última pesquisa, ele ocupou o sétimo lugar.
     
Com quatro indicações, os deputados José Guimarães (PT), Moses Rodrigues (MDB), Vitor Valim (MDB) e Cabo Sabino (Avante) dividem a quarta posição. O representante do Avante desceu quatro posições, saindo do topo do ranking.

Empatados na quinta colocação, os deputados Chico Lopes (PCdoB), Domingos Neto (PSD), Luizianne Lins (PT), Raimundo Gomes de Matos (PSDB), Vicente Arruda (PDT) e o senador José Pimentel (PT) receberam duas indicações.

Recebendo uma indicação, ficaram em sexto lugar os deputados Danilo Forte (PSB), Genecias Noronha (SD), José Airton (PT) e Odorico Monteiro (PSB).

A pesquisa foi realizada durante o mês de abril de 2017. Cada deputado e senador cearense, em exercício, foi convidado a votar em três representantes do Estado no Congresso Nacional — Senado Federal e Câmara dos Deputados.

Até o fechamento, dos 22 deputados e 3 senadores, dois deputados não votaram. Um parlamentar escolheu apenas um nome, e dois outros fizeram duas indicações. Oito parlamentares não receberam nenhuma indicação.