Política

Os mais influentes na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados

11/08/2019

Dois dos vários rankings presentes na edição 2019-2020 do Anuário do Ceará listam os mais influentes políticos cearenses da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) e do Congresso Nacional. Com 32 votos de colegas deputados, José Sarto (PDT) foi eleito o nome mais influente da AL-CE, Casa da qual é presidente. A publicação, que ainda traz mesma lista sobre a Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), será lançada na próxima segunda-feira, 12, às 19h30min, no buffet Lulla’s Plazza.

Na edição passada, 2018-2019, o então presidente da AL-CE, Zezinho Albuquerque (PDT), hoje secretário de Cidades, foi o vencedor. Em relação a Albuquerque, porém, a vitória de Sarto é cinco votos mais larga, já que o ex-presidente da Casa somou 27 sufrágios dos companheiros. Na votação que sagrou Albuquerque vencedor, Sarto figurou na quinta posição.

Sobre a primeira posição na nova edição do Anuário, Sarto assume que a preferência dos deputados é motivo de orgulho. Ele ressalta os trinta anos de vida pública desempenhando “funções estratégicas”. “Mas entendo que resulta também do cargo que ocupo”, pondera.

O pedetista diz ainda que a escolha dos deputados é um chamado ao dever. “Agradeço aos colegas e estou à disposição para que, juntos, façamos o melhor trabalho, honrando a população”, pontuou.

Dos membros da bancada cearense em Brasília — 22 deputados federais e três senadores —, empataram os senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Cid Gomes (PDT), com 11 votos cada. O tucano havia perdido para ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), na edição passada, ficando na 2ª posição. Tasso será o relator da reforma da Previdência no Senado, que entra em fase final de tramitação. A principal ideia defendida pelo ex-governador é a reinclusão de estados e municípios no texto. 

Texto: Carlos Holanda/O POVO