Especial - O Patrimônio Cultural Cearense e os 80 anos do IPHAN

Especial

Bibliografia Consultada

Crédito: 

CASTRIOTA, Leonardo Barci. Patrimônio cultural – conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume, 2009.

 

CHOAY, Françoise. A alegoria do patrimônio. São Paulo: UNESP, 2002.

 

CURY, Isabelle. Cartas patrimoniais. Rio de Janeiro: Edições IPHAN, 2004.

 

DIÓGENES, Beatriz Helena Nogueira; DUARTE JR., Romeu. Guia dos bens tombados do Ceará. Fortaleza: SECULT, 2006.

 

DUARTE JR., Romeu. Novas abordagens do tombamento federal de sítios históricos – política, gestão e transformação: a experiência cearense. São Paulo: (Mestrado, 2005) – Universidade de São Paulo.

 

______. O Ceará e o patrimônio cultural. In Bonito pra chover – ensaios sobre a cultura cearense, CARVALHO, Gilmar de, (Org.). Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2003.

 

______. Sítios históricos brasileiros: monumento, documento, empreendimento e instrumento – o caso de Sobral-CE. São Paulo: (Doutorado, 2012) – Universidade de São Paulo.

FONSECA, Cecília Londres da. O patrimônio em processo: trajetória da política federal de preservação no Brasil. Rio de Janeiro: Edições UFRJ/IPHAN, 1997.

 

LIMA, Ewelyn Furquim Werneck. Corredor Cultural do Rio de Janeiro: uma visão teórica sobre as práticas de preservação do patrimônio cultural. In Fórum Patrimônio, v. 1, n. 1 (2008). Belo Horizonte: Edições UFMG, 2008.

 

NASCIMENTO, José Clewton do. (Re)descobriram o Ceará? – representações dos sítios históricos de Icó e Sobral: entre areal e patrimônio nacional. Florianópolis: ANPUR, 2011.

 

PESSÔA, José, (Org.). Lúcio Costa: documentos de trabalho. Rio de Janeiro: IPHAN, 2004.

 

PORTA, Paula. Política de preservação do patrimônio cultural no Brasil – diretrizes, linhas de ação e resultados. Brasília: IPHAN/Monumenta, 2012.

 

SANT’ANNA, Márcia Genésia de. Da cidade-monumento à cidade-documento – a trajetória da norma de preservação de áreas urbanas no Brasil. Salvador: Dissertação (Mestrado, 1995) – Universidade Federal da Bahia.